TRT5-BA faz ação no Facebook contra uso de expressões racistas

 Secom TRT5-BA

 

Para marcar a passagem do ''Dia da Consciência Negra'', celebrado nacionalmente no dia 20 de novembro, o Tribunal Regional do Trabalho da Bahia utilizará sua página no Facebook para conscientizar a população sobre o uso de expressões aparentemente inofensivas, mas de cunho discriminatório e racista. Durante toda esta sexta-feira (20/11), os usuários que acompanham a página visualizarão postagens com as frases e uma breve explicação de seu real significado. Para acompanhar, basta curtir a página do TRT5-BA no Facebook: www.facebook.com/trt5bahia.

 

Sob o alerta ''Cuidado com o que fala!'', a campanha foi inspirada no texto ''Tire o racismo do seu vocabulário'', de autoria da militante feminista Stephanie Ribeiro e publicado inicialmente no site Mode.Fica. Entre as expressões abordadas pela autora, que que alerta contra o racismo subjetivo, estão ''a coisa está preta'', ''denegrir'' e ''inveja branca'', entre outras, comumente utilizadas não apenas em ambiente de trabalho, mas em diversas situações.

 

''Somos educados para o inverso: o racismo é imposto e naturalizado e, mesmo de forma não intencional em alguns casos, muitos acabam reproduzindo o discurso opressivo para com negros'', avalia.

 

20 DE NOVEMBRO - Trata-se da data do falecimento do líder negro Zumbi dos Palmares. A celebração tem como base legal a Lei Federal 12.519, sancionada em 10 de novembro de 2011, pela presidenta da República, Dilma Rousseff, em atendimento à demanda histórica do movimento negro no Brasil, que elegeu a figura como um símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no país. A Bahia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é o segundo estado brasileiro com o maior número de pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas (76,3%), só perdendo para o Pará (76,7%).

 

Secom TRT5-BA (Lázaro Britto) - 19/11/2015